Saiba por que ter cuidado ao carregar peso excessivo na mochila

Mochilas excessivamente pesadas podem causar sérios problemas de coluna em adultos, jovens e crianças. Em muitos casos, de certa forma, a frequência em carregar mochilas com muito peso impede que as pessoas percebam num primeiro momento os riscos desse hábito para a saúde. Acompanhe alguas dicas para evitar tais problemas. 

Mochilas excessivamente pesadas podem causar sérios problemas de coluna em adultos, jovens e crianças. Em muitos casos, de certa forma, a frequência em carregar mochilas com muito peso impede que as pessoas percebam num primeiro momento os riscos desse hábito para a saúde. Por isso, é muito importante também se atentar a sintomas iniciais, como princípio de dores nas costas.

“A situação é muito séria mesmo. Eu ignorava todos os conselhos dos meus pais e carregava uma mochila pesada para a escola. Além dos livros, levava gibis, alguns bonecos de super-heróis que coleciono. Um dia acordei com uma dor na coluna. Fiquei com medo, aí comecei a me cuidar, fui ao médico e reduzi o peso da mochila”, afirma o estudante Iury Silva, 19.

Uma simples dor nas costas pode se tornar uma doença crônica. Dessa forma, é muito importante seguir algumas regras quanto ao peso carregado na mochila. Bom, também é preciso verificar detalhes importantes como tipo de alça adequada, especialmente para as crianças, e a maneira correta de transportar a mochila.

Saiba também que as mochilas de rodinha são as melhores opções para os pequenos, mas as crianças maiores consideram esse modelo “infantil demais”.

Confira mais adiante um pouco mais sobre esse tema, além dicas e informações úteis para a sua saúde.

 


Tanto para crianças e adultos, é importante que o peso da mochila não seja mais que 10% do peso da pessoa. De modo geral, é essencial escolher modelos com alças resistentes e acolchoadas, como o modelo Diode Grey, muito indicado para transportar laptops, por exemplo. Algumas dicas são bem importantes como:

  • Retirar itens que deixam a mochila mais pesada e não são tão essenciais (no caso das crianças: brinquedos, revistas, dvd de jogos, etc.)

  • As alças precisam estar bem ajustadas e proporcionais para equilibrar bem o peso transportado

Para as crianças, como mencionado antes, as mochilas de rodinha são as melhores opções. Embora, as mochilas de rodinha sejam úteis, é preciso observar se a criança utiliza muitas escadas na escola, por exemplo.

A dona de casa Luciane Bianchi, 33, tenta convencer o filho Lucas, de oito anos, a aderir novamente a mochila de rodinha. “Ele está naquela fase em que tudo pode ser 'mico'. O menino usou a mochila de rodinha até o ano passado, ela está bem nova, mas ele se recusa a levá-la para a escola, pois diz que seria o único da sua idade a fazer isso”, afirma.

 


A maneira incorreta de carregar a mochila e o peso excessivo podem ajudar no aparecimento de doenças perigosas como escoliose (a coluna sofre uma deformação), que provoca fortes dores nos braços e pernas. Uma das causas dessa doença é o uso inadequado das mochilas, principalmente quando há desproporção de peso em relação às alças.

Outra doença que pode surgir é a hiperlordose, que consiste basicamente na alteração da postura e provoca dores na coluna. Nos casos mais sérios e críticos, a pessoa não consegue ficar muito tempo em pé por causa das fortes dores provocadas pela doença.

O uso inadequado da mochila também pode causar fraturas e distensões musculares. O peso é capaz de deformar os ossos da criança, compromete o seu crescimento e traz drásticas consequência na vida adulta, segundo o ortopedista Sérgio Xavier, em reportagem da revista Vigor. De acordo com a matéria, os problemas mais comuns são dores musculares e nas costas, além de desvios na postura.

A maior preocupação, de fato, é o aparecimento de doenças ainda mais graves como a hérnia de disco, que provoca dores intensas e, em alguns casos, a única forma de combatê-la é recorrendo a procedimentos cirúrgicos, inclusive. Essa doença é decorrente de uma série de traumas que se acumulam durante um tempo e lesam a estrutura do disco. Bom, carregar mochilas pesadas por anos e não buscar tratamento e cuidado inicial pode contribuir para o surgimento da doença.

 


Os especialistas são unânimes em afirmar que observar a quantia de peso carregado na mochila e buscar tratamento imediato ao identificar as primeiras dores são essenciais para evitar complicações futuras e doenças crônicas. Bom, de qualquer forma, o tratamento para doenças como escoliose ou hiperlordose, por exemplo, devem ser aplicados de forma específica de acordo com a faixa etária e situação da coluna vertebral também.

Em algumas situações, em caso de escoliose ou hiperlordose, será preciso realizar fisioterapia e também o uso de R.P.G (Redução Postural Global), técnica que corrige a postura. Os profissionais da área também indicam o uso de coletes apropriados e palmilhas adequadas para cada paciente. Outra alternativa de tratamento, dependendo do caso, é realizar exercícios de postura, que podem incluir abdominal. Alguns exercícios de alongamento podem aliviar as dores.

 


Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgados em 2011 apontam que mais de 80% das pessoas no mundo tiveram ou poderão ter problemas na coluna ao longo de suas vidas. O uso de mochilas, malas e bolsas extremamente pesadas contribuem bastante para a viabilidade dessa estatística.  Mas a pesquisa da OMS também aponta outras causas, como fatores genéticos e sedentarismo.

Bom, por isso a prevenção é sempre a melhor alternativa, um dos primeiros passos é sempre observar não apenas se a mochila está pesada, mas como anda a postura da coluna, na maneira de se sentar ou andar. Durante a prática esportiva (musculação ou corrida), não se pode manter postura incorreta, até para evitar lesões sérias. Outro dado importante: estresse e ansiedade também tendem a causar dores nas costas. Em resumo, fica mais claro que a saúde merece atenção redobrada e para buscar uma vida mais saudável, é preciso ter foco e disciplina.

Viu como nos importamos com a sua saúde? Agora você pode acessar o nosso site e ver algumas mochilas que combinam perfeitamente com você! Mas não se esqueça, cuidado com o peso!