Vai começar um brilho no ar...

 “Vai começar um brilho no ar, festa tão linda...” Está chegando o Natal! Natal é alegria, é amor, é paz e amor no coração. Mas você sabe o real sentido do Espírito de Natal?

Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Somente no século IV, que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.

As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três reis Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Hoje em dia, o Natal é comemorado anualmente no dia 25 de Dezembro e a data é o centro das festas de fim de ano e da temporada de férias. Festa, presentes e harmonia com a família são as características deste dia tão especial para todos.

 

 

Mas e o Papai Noel? Onde entra nessa história? O Papai Noel é um personagem criado no século IV, por Nicolau Taumaturgo que, em sigilo, colocava um saco com moedas de ouro na chaminé das casas dos que estavam precisando de ajuda na época do natal. Tornou-se santo e símbolo natalino, partiu da Alemanha, onde vivia até se tornar conhecido por todo o mundo.

Diz a lenda que Papai Noel é um bom velhinho de barba branca e comprida e vestimenta vermelha que mora no Polo Norte. Papai Noel juntamente com seus assistentes, os duendes, fabricam presentes para oferecer às crianças que se comportaram e obedeceram os pais durante o ano. Os duendes, além de fabricarem presentes, trabalham também perto de nossas casas conhecendo o comportamento de cada criança e sua obediência com seus pais e para isso percorrem todo o mundo.

Ao passar pelas casas, recolhem as cartinhas feitas pelas crianças e as levam até o Papai Noel. De acordo com o comportamento visto pelo duende é que o Papai Noel concede ou não o presente pedido pela criança em sua cartinha.
Quando o pedido é concedido os duendes fabricam o presente e o Papai Noel pessoalmente se dirige até a casa de cada criança em seu trenó, puxado pelas renas, e desce pela chaminé ou entra pela janela, assim deixa o presente debaixo da árvore de natal. Na noite de natal o presente será encontrado na árvore com o nome de cada criança.

Atualmente, a figura do Papai Noel está presente na vida das crianças de todo mundo, principalmente durantes as festas natalinas. É ele que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram obedientes e se comportaram bem durante o ano. Ele vem lá do Polo Norte e, com seu trenó, puxado por renas, traz a alegria para as famílias durante as festas natalinas. Como dizem: Natal sem Papai Noel não é mesma coisa. 

 

 

Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes. Em conjunto com as decorações natalinas, as árvores proporcionam um clima especial neste período.
Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.

Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial. No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois, além de decorar, simbolizam alegria, paz e esperança.

O presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII.

Papai Noel, Árvore de Natal tudo deixa o Natal mais lindo e compõem a importância do Natal, mas não podemos esquecer a comemoração principal: Nascimento de Jesus Cristo.
Nesta data, lembramos tudo que passou e que está próxima de mais um ciclo acabar e darmos início ao outro, e felizmente, tivemos a oportunidade de continuar a vida. Lembramos também que, independente de nossa religião, somos todos irmãos e que o amor ao próximo é o segredo para alcançar a paz. Famílias e amigos se unem para uma confraternização e troca de afeto mútuo e transmitindo e recebendo felicidade.
Natal é tempo de comemorar a vida, espalhar o amor e semear a esperança que na correria do dia a dia, esquecemos a importância que isso nos trás. Que a ceia e o pão de cada dia seja farta, que suas vidas sejam guardadas e que os presentes não sejam só materiais e sim, a troca de energias e sentimentos bons para este Natal e todos os dias que estão por vir.

O Natal faz a gente aproximar distâncias, cruzar fronteiras, renovar e formas novos laços de paz e amizade. Nós, da Mochila e Cia desejamos um Feliz Natal a todos.

Até a próxima!



 

Mesmo com esse calor de 40º que estamos vivendo em pelo inverno, a primavera está a caminho e com ela o clima e estilo começam a mudar. As cores ficam à tona, as ruas e vitrines mais floridas, fazemos bons passeios em campos, piquenique...  É! Oficialmente, a primavera é a estação mais charmosa que existe.  Que tal aproveitar a estação para dar um toque floral na sua casa, looks e acessórios? Trouxemos algumas dicas para você se preparar e entrar no clima com as tendências da primavera.